sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Desafio em Carreirão - Bem-te-vi e Estrela da Poesia (Oficial)

Marcadores: ,

sábado, 6 de fevereiro de 2021

Forró Balancear, último DVD - Música "Curva perigosa"


Você é curva perigosa na estrada
Você não vale nada
Se é assim que você quer então vai ter
Um jogo aberto
Que não tenho nada pra esconder
E você sempre foi o grande amor da minha vida
Mas foi você que mentiu
E pela ultima vez, vê se bota na sua cabeça
Eu já deixei de te amar
Quando você me traiu e destruiu nosso amor
Você deixou meu coração partido
Mas você deve ter se divertido
Então vá, vá
Vá procurar seu lugar
Pois o meu erro foi pensar que um dia
O meu carinho você merecia
Então vá
Vá procurar seu lugar
Você não merece as flores que eu te dei
Você não merece os sonhos que sonhei
Você é curva perigosa na estrada
Você não vale nada, nada
Você é curva perigosa na estrada
Você não vale nada
Mas foi você que mentiu
E pela ultima vez, vê se bota na sua cabeça
Eu já deixei de te amar
Quando você me traiu e destruiu nosso amor
Você deixou meu coração partido
Mas você deve ter se divertido
Então vá
Vá procurar seu lugar
Pois o meu erro foi pensar que um dia
O meu carinho você merecia
Então vá, vá
Vá procurar seu lugar
Você não merece as flores que eu te dei
Você não merece os sonhos que sonhei
Você é curva perigosa na estrada
Você não vale nada, nada, não
Você é curva perigosa na estrada
Você não vale nada, nada, não
Você é curva perigosa na estrada
Você não vale nada

 

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Meu Nascimento

sábado, 14 de março de 2020

CAÇAROLA A saga de um palhaço


Vou pedir licença pra contar minha história
Quem tá falando aqui é o palhaço caçarola
Nasci em fortaleza capital do ceará
Minha mãe era tão maga não me dava de mamar

Quando eu nasci eu assustava
A enfermeira não sabia onde colocava a frauda
E o doutor gritava, ai!
Aqui nasceu o chupa cabra

quarta-feira, 11 de março de 2020

Rasta Chinela - Coração Cigano






Mais uma noite que vem
E eu aqui sem ninguém
O coração no sufoco
De amor quase louco
Espero e ela não vem

E toda noite é assim
Ela nem lembra de mim
Eu sozinho nesta casa
A solidão me arrasa
A vida tá tão ruim

Meu coração é cigano
Mas é cigano acampado
E quando ele se apaixona
Bate o toco e bate a lona
E vira burro empacado

Meu coração é cigano
Mas é cigano acampado
E qualquer hora ele empaca
Chuta o pau da barraca
E deixo o coração de lado

Já pedi, meu coração
Pra sair dessa ilusão
Levantar acampamento
Ir a favor do vento
Buscar outra paixão

Mas ele insiste em bater
(Tum, tum, tum,…
Mas ele insiste em bater
Tum, tum, tum, tum, tum, tum
Na mesma tecla e dizer

Que ela é tudo que quer
E que sem essa mulher
Ele prefere morrer

Meu coração é cigano
Mas é cigano acampado
E quando ele se apaixona
Bate o toco e bate a lona
E vira burro empacado
Meu coração é cigano
Mas é cigano acampado
E qualquer hora ele empaca
Chuta o pau da barraca
E deixa o coração de lado

Marcadores:

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

O Passo Do Arigó



A vida lá na roça até que é bem mió
De dia é pro roçado mas a noite tem forró
Mané nos oito baixo vai tocando em tom maió
E a gente sai chiando só no passo do arigó
E a gente sai chiando só no passo do arigó

As mulé se pinta, se ataca e bota pó
Ajunta a bruguelada e joga pra cima da vó
Que a pobre nem cochila de vê tanto chororó
E amarra o cós da saia e cobre tudo no cipó
E amarra o cós da saia e cobre tudo no cipó

E diz ôxente donde vem tanto arigó
E diz ôxente hoje eu mato um arigó
E diz ôxente donde vem tanto arigó
E diz ôxente hoje eu mato um arigó

As véia se alevanta e vai até no fuá
Cum cabo de vassora e faz a festa se acaba
Agarrando nas orelha das mulé pra aqui pra lá
Reboca inté em casa e ninguém pode sinsura
Reboca inté em casa e ninguém pode sinsura

As mulé se pinta, se ataca e bota pó
Ajunta a bruguelada e joga pra cima da vó
Que a pobre nem cochila de vê tanto chororó
E amarra o cós da saia e cobre tudo no cipó
E amarra o cós da saia e cobre tudo no cipó

E diz ôxente donde vem tanto arigó
E diz ôxente hoje eu mato um arigó
E diz ôxente donde vem tanto arigó
E diz ôxente hoje eu mato um arigó

Marcadores: ,

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Forró no Sangue e na Veia

Forró Sem Briga de Zé Piata


E o Forró lá no pé da serra era bem assim!


Marcadores: