quinta-feira, 13 de abril de 2017

Gírias do norte - Jacinto Silva


O zé do brejo quando se casariou

Ele me convidariou pr'uma quadrilha eu marcaria

Marcariei uma quadrilha ritmada

Foi até de madrugada todo mundo com seu parear

Alavantiú, chá de dama na rariê

Cantei coco pra valer

Todo mundo com seu parear

Cantariei na festa de casamento

Da filha de pedro bento na fazenda caiucariá

O zé do brejo noivo muito animado

Logo depois de casado me pediu para cantaria

Me perguntaram por que é que eu canto assim

Eu então lhe respondi: é porque a minha língua não dariar

Esse negócio de dizer alavantú, chá de dama, rariê

Eu posso me atrapalhariá

Nenhum comentário: