sexta-feira, 1 de abril de 2016

O Delegado no Coco "Luiz Gonzaga"


Nóis tava um coco cantando repente

Dançando imbigada, bebendo aguardente

Brigando e amando que nem sempre é

Nas festas qui tem cachaça e muié

Mas quando avistemo quatro sordado

Na raça cantemo esse coro rasgado

Nesse coco poliça num tem vez

Se acaba no pau, se falá em xadrez 

Na porta da venda do Zé Arcobaça

Os quatro sordado pediro cachaça

Depois resolvido de arma na mão

Chegaro pra perto de nossa função

Mas vendo as morena que tavam dançando

Também como nóis ficaro cantando

Nesse coco poliça num tem vez

Se acaba no pau, se falá em xadrez 

O seu Delegado fez mais um esforço

E de madrugada mandou o reforço

Mas desconfiado pur num ter notiça

Vai vê o que houve cum sua poliça

E de manhã cedo a graça do povo

Era o Delegado cantando bem roço

Nesse coco poliça num tem vez

Se acaba no pau, se falá em xadrez



Nenhum comentário: