quarta-feira, 21 de agosto de 2013

A Religião no Nordeste

Preceitos Ecológicos do Padre Cicero
O catolicismo é a religião predominante nos estados do nordeste. Um povo amoroso e de uma fé inigualável. Costuma-se nas cidades celebrar as festas dos Padroeiros. Cada cidade com a sua homenagem. Costuma-se também celebrar novenas em residências e nas datas consideradas como datas santas (feriados religiosos) costuma-se fazer uma grande procissão que caminha pelas principais ruas da cidade. O povo nordestino é na sua maioria muito religioso. Existem as romarias, onde o povo movido por uma fé intensa acredita nos milagres porque de certo conseguiram a solução para algum tipo de problema: seja de saúde, familiar ou pelo carinho a diversos personagens religiosos como o Padre Cícero, Frei Damião, Irmã Dulce, Padre Ibiapina e Maria de Araujo.
As romarias e peregrinações são destaques nas cidades de Juazeiro do Norte cidade do Padre Cícero e Canindé no Ceará, Bom Jesus da Lapa na Bahia e Santa Cruz dos Milagres no Piauí.
Em Salvador capital da Bahia, nos meses de janeiro acontece uma grande festa religiosa que é a lavagem das Escadarias da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim. Também na Bahia existem muitos adeptos do Candomblé, as festas reverenciam Iemanjá oferecendo flores, presentes e pedidos jogados ao mar.
O Tambor de Mina é uma festa religiosa que acontece no Maranhão, onde se reverenciam os caboclos, entidades que trabalham com os pais e filhos de santos como são chamados. O Maranhão é um estado riquíssimo em cultura religiosa, herança da religião africana, tem a festa de São José do Ribamar, Santo Padroeiro do Estado, assim como muitas festas de santos que acontecem na Capital e no interior maranhense.
TAMBOR DE CRIOULA - É uma dança praticada por descendentes de negros do Maranhão, em louvor a São Benedito. 
Padre Ibiapina
Tambor de Mina
Maria de Araujo

Candomblé

Santa Cruz dos Milagres

Lavagem das Escadarias da Igreja do Senhor do Bonfim

Lavagem das Escadarias da Igreja do Senhor do Bonfim
Frei Damião


Nenhum comentário: