segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Museu do Padre Cícero em Juazeiro do Norte - CE





















Nordeste Sangrento

Luiz Gonzaga

Nordeste Sangrento, que o céu esqueceu
E a prece dos homens no ar se perdeu
Até a esperança mudou sua cor
Nem nos corações existe amor
Sou devoto sou romeiro
Romeiro de meu Padrim
Felizmente o Juazeiro
Não lutará sozinho
O santo Padrinho Ciço
Mandou a gente rezar
E a maldade dos homens
Nos obrigou a matar

E a maldade dos homens
Nos obrigou a matar)

Nenhum comentário: